O Vizinho (romance)

Meu nome é Bernado, moro em manaus, tenho 16 anos, pardo, olhos castanhos, de estatura baixa, cabelos escuros e ondulados. Sempre morei aqui, nunca me interessei por ninguém, até chegar um vizinho novo, o cara mais lindo que tinha visto em minha vida. Moreno, dos olhos verdes que intimidam qualquer um, alto, fortinho e sensual.
                          Ele recentemente chegou em manaus, e assim que o vi pela primeira vez eu até então não acreditava nesses papos de amor a primeira vista, achava muito asneira, mas minha opinião mudou quando eu olhei pra aquele garoto lindo do sorriso encantador.
                          Os dias se passaram e minhas férias acabaram, quando chegou o primeiro dia de aula eu estava na porta de casa indo a caminho da escola até que ouvi uma uma voz com um tom rouco me chamando, quando me virei para atrás era ele, o vizinho.
                          - Olá, meu nome é Henrique vim morar por aqui recentemente, qual seu nome?
- Oi meu nome é Bernado, Bem vindo a cidade Henrique, tenho certeza que vai gostar daqui!
- Obrigado Bernado, eu moro naquela casa ali verde.
- De nada! Tenho que ir pra escola agora, a gente se vê por aí!
-Ok, até logo!
                          Fiquei muito empolgado e surpreso por ele ter me notado, continuei indo em direção a escola. Quando cheguei em casa não parava de pensar no Henrique desde da primeira aula, falei para Felipe meu melhor amigo gay que eu estava apaixonado pelo vizinho novo. 
                          Domingo eu e Felipe fomos convidado para ir a uma festa na casa de Henrique, pois era aniversário de 15 anos da sua irmã caçula, Bianca. Coloquei minha melhor roupa e sai de casa entusiasmado.
                          Chegando lá, primeiramente fui dar os parabéns de Bianca, e depois fiquei sentado com Felipe conversando. Depois de algumas horas fui tomar um ar em frente à casa de Henrique, e ele aparece derrepente e começamos a conversar.
                          - Olá Bernado, como vai? Gostando da festa?
- Oi Henrique, estou ótimo e você? Estou adorando!
- Estou bem também. Achei que te convidar séria uma boa então falei com minha irmã.
- Muito obrigado, você é um cara muito bacana!
                          Continuamos conversando por algumas horas, a festa acabou fui pra minha casa e Felipe ficou conversando com Bianca. 
                          No dia seguinte quando havia chegado da escola me deitei no sofá e entrei em meu instagram, fiquei lá por algum tempo até que minha mãe chega do trabalho e me fala:
                          - Filho, o vizinho novo queria falar com você hoje mais cedo.
- Perguntou pra ele o que ele queria mãe?
- Não, ele só falou que quando chegasse fosse até a casa dele.
                          Fui a casa de Henrique, bato na porta e ele me atende, não havia ninguém na casa. E então eu pergunto:
                          - Minha mãe havia me dito que você queria ter falado comigo hoje mais cedo.
- Então... queria sim, mas ela me disse que você estava na escola.
- Então pode falar agora, fica a vontade.
                          Henrique me leva até o sofá, segura minha mão, olha pra mim e diz:
                          - É que seu amigo Felipe havia me dito na festa, que você gosta de mim há um tempo.
- Sério? Nossssaaaa não acredito, estou envergonhado.
- Não precisa ficar com vergonha Bernado, apenas me beije e deixe rolar. 
                          Henrique coloca a mão em meu rosto e me beija, foi tão intenso, parecia que  nada existia em nossa volta e estávamos só nós dois ali, ficamos beijando e nos abraçando por um bom tempo.
                          Os dias passam e eu e Henrique estávamos cada vez mais se apaixonando um pelo outro, e depois de um mês de longas pegações na casa dele, ele decide me pedir em namoro, da forma mais linda e fofa. 
                          Eu tinha acabado de chegar da escola e estava exausto, cheguei na porta de casa e quando abri havia um caminho feito de pétalas, as luzes estavam apagadas mas tinha velas por todos os lados. Fui seguindo a trilha de pétalas que ia até meu quarto, chegando lá meu notebook estava reproduzindo um vídeo que passava fotos minhas junto a Henrique, com a música de fundo do Ed Sheeran - Photograph, comecei a chorar emocionado, Henrique me abraça por trás, fala que eu sou a pessoa mais especial pra ele e fala:
                          - Bernado Campos Martins, você aceita ser meu namorado? - Sorrindo.
- É claro que eu aceito Henrique. - Falo ainda chorando.
                          Minha mãe chega em meu quarto me abraça, e fala que quer me ver feliz sempre. 
                          Sua avaliação é muito importante pra mim e pros outros escritores! ????
Autor: E. Vinícius

19/12/2019 10:20

320 total de visualizações, 0 hoje